A Polícia Federal (PF) de Rondônia deflagrou na manhã desta quarta-feira (18) a Operação Fortress contra o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. As investigações começaram em maio após informações de que grupos criminosos, já com antecentes por tráfico, continuavam atuando de forma organizada e utilizando empresas para a lavagem do dinheiro. O principal grupo de atuação estava sediado em Porto Velho.

Ao todo foram expedidos 20 mandados de prisão preventiva, seis mandados de prisão temporária, 16 de condução coercitiva, 35 mandados de busca e apreensão nos Estados de Rondônia, Mato Grosso, Goiás, Rio Branco, Amazonas, Ceará e no Distrito Federal.

Como o grupo movimentava um valor muito alto, segundo a PF, eles possuíam um esquema altamente organizado para a lavagem de dinheiro e investiam na compra de imóveis, aeronaves para o transporte de drogas, veículos e outros bens com altos valores.

Para atingir esses patrimônios, foram apreendidos diversos bens, sendo determinado, ainda, o bloqueio judicial das contas bancárias de 32 investigados e oito empresas utilizadas para a lavagem de dinheiro.

O trabalho de inteligência da PF através da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) e do Grupo de Investigações Sensíveis (GISE) conseguiu identificar os principais responsáveis pela compra, transporte e posterior revenda das substâncias entorpecentes. Os presos permanecem à disposição da Justiça Estadual do Estado de Rondônia.

G1 RO