Depois de investir R$ 260 mil, no ano passado, na produção de música e cinema por artistas locais, o governo de Rondônia lançou no último dia 5, no Diário Oficial, editais para a edição 2017 de fomento à cultura nas áreas de teatro, fotografia e produção de CD e DVD. Trata-se de uma iniciativa do governador Confúcio Moura, que visa consolidar as políticas públicas destinadas à cultura em suas variadas formas de manifestações, seja música, dança, teatro, fotografia, literatura, entre outras.

Ao todo são R$ 350 mil nesta edição que serão distribuídos como premiação aos vencedores de cada segmento. No caso do teatro, serão R$ 60 mil para dois projetos de montagem de espetáculo (R$ 30 mil cada); R$ 30 mil para três de residência artística, que são intercâmbios entre artistas (R$ 10 mil cada);  e R$ 40 mil para a realização de seminários e festivais (R$ 20 mil cada). Para a produção de CD e DVD são R$ 100 mil a serem distribuídos entre cinco projetos (R$ 20 mil cada), enquanto para os vencedores da fotografia serão R$ 120 para as categorias exposição de fotografias, um total de seis, (R$ 60 mil), ou seja, R$ 10 mil para cada; uma proposta curatorial, que é a montagem de exposição com todas as obras vencedoras (R$ 20 mil) e R$ 40 mil para duas cenas fotográficas e capacitação (R$ 20 mil cada).

De acordo com o diretor de Cultura da Superintendência de Estado da Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), Fabiano Barros, os artistas desses três segmentos têm até o dia 19 de outubro para apresentar projetos para serem executados com recursos do governo estadual. Ele adiantou que em breve será publicado o edital da área de literatura.

Fabiano explicou que as propostas devem ser inseridas no site www.rincaocultural.ro.gov.br para posterior análise de um grupo curador, que selecionará os premiados. Depois de anunciado os vencedores, haverá ainda neste ano uma solenidade para entrega do prêmio, em data a ser confirmada. A partir daí, os contemplados com os recursos públicos terão 250 dias para executar seus projetos beneficiando plateias distintas de todo o estado, e ao final emitir relatório à Sejucel.

Antes de encerrar o processo de inscrição, Fabiano Barros realizará, a partir do próximo dia 18, capacitações de artistas em vários polos, começando por Porto Velho. “Nessas capacitações eles aprenderão, entre outros pontos, a utilizar o Sispar [Sistema Integrado de Parcerias] e a elaborar os projetos culturais, com base nos editais”, disse o diretor de Cultura, adiantando que o site Rincão Cultural é autoexplicativo, de forma que os artistas, mesmo sem a capacitação, inserirão seus projetos sem dificuldade.

O diretor lembrou que dos R$ 260 mil disponibilizados pelo governo na edição de 2016, R$ 180 mil foram para o Concurso Público de Música Zezinho Maranhão, que está na fase final de execução o projeto Mono (in) saturado, do cantor Marcos Biesek Vollbrecht, de Guajará-Mirim;  e R$ 80 mil foram para o Prêmio Áudio Visual de Cinema Lídio Sohn, esse último ainda em execução. “O governo vai reproduzir os filmes e disponibilizar nas bibliotecas”, acrescentou Fabiano Barros.

Secom RO/ Veronilda Lima