A Receita Federal anunciou novas regras para a tributação relativas ao imposto sobre a renda de pessoa física. Objetivo é unificar a legislação e orientar o contribuinte sobre a interpretação que vem sendo adotada pelo fisco. Destaque para as principais mudanças: no caso de guarda compartilhada, o filho só pode ser considerado dependente de apenas um dos pais. Em relação às despesas médicas, o contribuinte poderá enviar recibos sem o endereço do local, mas esta informação deve constar no sistema informatizado da receita federal. Outro item que chama atenção é a isenção do imposto sobre o rendimento do auxílio-doença. Também estão isentos do imposto aqueles que recebem bolsas concedidas pelas instituições científica, tecnológica e de inovação.

BrMaisNews/Michele Abilio